Usuários de Bitcoin ultrapassam quantidade total da criptomoeda

Para saber se um produto é bom, um bom jeito é analisar a demanda por ele. O interesse das pessoas mostra se aquela mercadoria é realmente relevante. As opiniões sobre ela também pode indicar sua qualidade. No mundo das criptomoedas, não é diferente.

Vamos utilizar um exemplo mais “comum”. Os aparelhos celulares nem sempre foram tão atrativos quanto hoje, mas a tecnologia que permite você falar com outra pessoa, sem estar conectado a um cabo, se espalhou, e em alguns anos, a adoção pelo aparelho cresceu. No Brasil, por exemplo, o número de smartphones é maior que o de pessoas.

No cenário cripto, esse cenário se repete. Um relatório da exchange Coinbase mostra que, hoje, há mais norte-americanos, donos de Bitcoins, do que unidades disponíveis da moeda. No total, são 27 milhões de usuários dos Estados Unidos, e 21 milhões de unidades da moeda digital a serem emitidas.

Um post da exchange mostra como o interesse pelo Bitcoin foi extremamente rápido no país. “O email foi inventado em 1972, mas demorou até 1997 para ser adotado, ultrapassando 10 milhões de pessoas. O aparelho de televisão foi inventado em 1927, mas no final da década de 1940, apenas 2% das famílias americanas possuíam um. Bitcoin, por outro lado, foi de uma idéia em 2008 e uma primeira transação em 2009 a mais de 27 milhões de usuários somente nos EUA em 2019, ou 9% dos americanos”, destacou.

Esse interesse leva a uma grande demanda por Bitcoins no mercado. Com o halving – diminuição de 50% na retribuição pela mineração – previsto para 2020, a criptomoeda se tornará mais escassa, como o ouro, fazendo seu preço subir ainda mais. Esse é um momento bastante vantajoso para se entrar no segmento das criptomoedas. Na Cryptal, você conta com pacotes de adesão bastante seguros e com ótimos retornos. Acesse o site e confira os planos!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

*

arrow_upward
en_USEnglish