Bitcoin Cash vai passar por um hard-fork nesta quinta-feira

O mundo das criptomoedas passa por constantes mudanças, principalmente quando os desenvolvedores e mineradores envolvidos naquele ativo começam a discordar sobre possíveis mudanças no software. Essas divergências estão acontecendo, hoje, dentro do Bitcoin Cash, que foi, inclusive, originado de outra separação ocorrida no blockchain do Bitcoin tradicional.

Assim, a “briga”, chamada de “hard-fork”, divide o blockchain em dois grupos. Desta forma, os que preferem as mudanças criam um novo sistema, consequentemente uma nova moeda virtual e com regras atualizadas. Enquanto isso, os que escolheram por manter as características da criptomoeda anterior, permanecem no mesmo blockchain, com as normas antigas.

Com a divisão deste sistema, o Bitcoin Cash passará a se chamar de Bitcoin ABC, e a nova criptomoeda, gerada por meio deste hard fork, será denominada de Bitcoin SV (Satoshi’s Vision ou Visão de Satoshi – referência ao pseudônimo do criador do Bitcoin).

Ao término desse “garfo” no blockchain, usuários comuns que possuem moedas digitais no blockchain original – no caso o Bitcoin Cash –, terão o mesmo número da nova criptomoeda, Bitcoin SV.

A decisão do rompimento ocorreu após uma série de discussões entre o desenvolvedor do Bitcoin Cash, Amaury Sechet, que apresentou um projeto de uma pequena alteração na ordem de transações. Isso acabou respingando em Roger Ver e Craig Wright, os dois grandes proponentes da criptomoeda e que, agora, estão separados diante o provável fork.

Dizer exatamente qual criptomoeda vale a pena investir ainda é muito cedo. Tudo vai depender de como os mineradores vão reagir e em qual ativo eles vão depositar seu hash power (poder de mineração). A maior chance é que eles migrem para a moeda que tiver maior rentabilidade na atividade.

Na indústria, estima-se que o Bitcoin ABC ganhará a luta pelo hash power. Mas um levantamento do Coin Dance, portal de monitoramento de dados, projeta que 60% do poder de processamento será investido no Bitcoin SV.

As exchanges de criptoativos também se manifestaram. As gigantes Coinbase, Binance e Bitfinex, as principais do mundo, anunciaram apoio ao hard fork. Com isso, seus clientes que possuem Bitcoin Cash vão receber proporcional o número da nova moeda, quando o sistema for atualizado.

Além disso, muitas dessas exchanges já estão permitindo a pré-negociação de ambas as criptomoedas, mesmo antes do lançamento oficial, sendo este um movimento inesperado e surpreendente.

Essa atitude não deixou Wright, do Bitcoin SV, contente. Ele criticou a postura das empresas, afirmando que poderia ser uma quebra das regras de short selling dos Estados Unidos, já que estariam negociando um ativo que nem existe.

Em resposta, a Poloniex, uma das exchanges pró-hard fork, disse que a pré-negociação dá o direito aos usuários a decidir qual criptomoeda eles vão querer escolher após a atualização. “Nós acreditamos que a coisa responsável a se fazer neste caso é nos mantermos neutros e permitir que a comunidade decida qual linha apoiar. E nós queremos empoderar a comunidade a demonstrar seu apoio por meio de negociações”, comentou a empresa em comunicado.

Especula-se que o próprio Bitcoin Cash teria sido negociado, de maneira volátil, antes do hard-fork com o Bitcoin tradicional. Isso teria feito com que o ativo subisse 50%, antes de recuar 21%.

Agora, a decisão está praticamente na mão dos investidores e principalmente dos mineradores, que vão decidir onde aplicar suas forças e definir o vencedor dessa batalha de hard-fork.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

arrow_upward
pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish pt_BRPortuguês do Brasil