Blockchain vai unir sistema de 60 bancos

Alguns serviços bancários importantes são bastante lentos e custam muito caro à instituição e ao cliente. Uma transferência, por exemplo, pode levar dias para ser concretizada e ainda acarretar em uma taxa bem salgada.

Para tentar solucionar esse problema, o Bantotal, serviço bancário com sede no Uruguai, e a exchange de criptomoedas Bitex, desenvolveram uma plataforma baseada na tecnologia base das moedas digitais, o blockchain.

O programa contará com 60 bancos espalhados pela América Latina. Com o novo serviço, essas instituições poderão transferir quantias em dinheiro com muito mais velocidade e um custo muito menor do que o praticado hoje.

Para se ter uma ideia, uma transação internacional leva, nos moldes atuais, por meio da plataforma SWIFT, cerca de 96 horas para ser concretizada. Com o blockchain, a estimativa é que isso caia para um tempo abaixo da metade. Seu custo também deve ser cinco vezes menor.

Dentro do sistema Bantotal, a Bitex funciona como uma intermediária, em que irá receber as demandas e distribuí-las aos destinatários, seja em moeda fiduciária ou digital.

Segundo Manuel Beaudroit, diretor executivo de marketing da Bitex, a plataforma é um passo importante para o setor bancário da região e dará a oportunidade das instituições envolvidas a se conectarem de forma muito mais eficiente.

Para Santiago Siri, especialista em governança digital da exchange, utilizar as criptomoedas para se conectar internacionalmente ainda é algo pouco explorado nos países da América do Sul, mas pode se tornar normal com iniciativas como esta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

arrow_upward
pt_BRPortuguês do Brasil