Recente falsificação de ouro não aconteceria com Bitcoin, diz analista

Já faz algum tempo que fizeram a primeira comparação entre o ouro e o Bitcoin. O metal, por conta de sua escassez, possui um alto valor no mercado. A criptomoeda, da mesma maneira com capacidade limitada, também apresenta preços altos preços. Ambas também funcionam como reservas de dinheiro. Mas, hoje, há algumas disparidades entre eles.

Recentemente, segundo reportagem da Reuters, cerca de mil barras de um quilo de ouro falsas foram encontradas nos cofres de grandes bancos, entre eles o JPMorgan Chase.

“É nossa prática padrão alertar imediatamente as autoridades competentes e as ourivesarias caso descubramos barras de ouro durante verificações e procedimentos de rotina”, comentou JPMorgan à Reuters.

Essa notícia assustou o mercado do metal e o jornal destaca ainda que, possivelmente, há muito mais ouro falsificado em circulação.

Por outro lado, o Bitcoin e as criptomoedas em geral, que utilizam a tecnologia blockchain para confirmar as transações, é bastante famosa por sua segurança e impossibilidade de corromper ou alterar suas informações.

Alguns nomes conhecidos do mundo Bitcoin destacam que alguns operadores de nodes da moeda virtual podem verificar a autenticidade de suas participações. Já o ouro exige uma confiança em uma perícia. “Se fosse com o Bitcoin, isso não teria acontecido”, comentou Francis Pouliot, fundador da plataforma canadense Bull Bitcoin, no Twitter.

Na mesma linha, o famoso perfil Bitcoin Wizard, também no Twitter, cutucou o ouro como forma de pagamento. “Você aceitaria ouro como pagamento de alguém em quem não confiasse, sem verificar o peso e a pureza do ouro antes de enviar seus produtos para eles? Pense em um node completo do Bitcoin como um ‘detector de Bitcoin falso’ – tudo que você precisa para verificar a ‘pureza’ do seu Bitcoin é um Raspberry Pi”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

arrow_upward
pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish pt_BRPortuguês do Brasil