Analista defende que bitcoin chegará aos US$ 20 mil em três meses

Em um ano tão intenso como está sendo o de 2020, alguns ativos surpreenderam e  tiveram uma valorização importante no mercado. Um dos aumentos mais impressionantes, tanto no valor, quanto no número de novos entusiastas, foi o das criptomoedas.

Diante dessa significativa variação dos criptoativos nas últimas semanas, o sócio-fundador da Bitazu Capital, Mohit Sprout, chamou a atenção ao fazer uma declaração animadora sobre o futuro de uma dessas moedas digitais.

De acordo com Sorout, o bitcoin atingirá sua maior alta em três meses. Animado, o empresário afirmou que, se isso realmente acontecer, a primeira criptomoeda do mundo chegará aos US$ 20 mil, cerca de R$ 112 mil, com a cotação do dólar atual (R$ 5,61).

Apesar da expectativa parecer gananciosa, Sorout justifica que, pelos dados dos últimos tempos, o bitcoin está permanecendo estável, e isso leva a uma grande movimentação das moedas digitais.

Em uma publicação feita por Joseph Young no Cointelegraph, o analista financeiro acredita que outro fator importante na influência do crescimento no valor dos ativos digitais é o interesse de grandes instituições.

Recentemente, a MicroStrategy, já conhecida por ser uma das maiores holders de moedas digitais no mundo, bateu um recorde em captação de investimento em criptoativos, chegando a US$ 1,05 bilhão.

A Square é outra empresa que balançou o mercado nos últimos dias. A companhia do fundador da rede social twitter, anunciou que investiu o equivalente a US$ 50 milhões em bitcoins, cerca de 4.709 BTC na época.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

arrow_upward
pt_BRPortuguês do Brasil