Cryptal Blog - news from around the world

Bitcoin tem potencial para revolucionar o sistema bancário

Hoje, é difícil imaginar um mundo sem bancos. Onde depositaríamos nossas economias? Onde faríamos pagamentos de contas, transferências ou saques? Quem garantiria a segurança do meu dinheiro ou validaria todas as movimentações financeiras? De fato, os bancos tem uma grande influência na sociedade e até mesmo nos níveis mais altos dos governos. E isso tudo custa muito caro e nem sempre o serviço é dos melhores. 

Mas para o bilionário e entusiasta das criptomoedas, Tim Draper, o Bitcoin tem um forte potencial e poderia ser uma boa ferramenta para transformar todo o sistema bancário atual.

 

O especialista que acredita as vantagens das criptomoedas são muito maiores do que as oferecidas pelos bancos tradicionais. A primeira coisa seria a eliminação de taxas exorbitantes, como em “toda vez que você passa o cartão de crédito”. Embora os compradores não sejam cobrados diretamente pela transação, o preço final do produto já inclui a tarifa, mesmo que o valor seja pago em dinheiro físico.

 

A descentralização também é citada por Draper. Ela evitaria que ações dos governos desvalorizassem a criptomoeda. Enquanto os Estados Unidos imprimem US$ 3 trilhões pelo Banco Central e enfraquecem o dólar, o Bitcoin, por outro lado, não seria afetado, já que há um número limite de 21 milhões de unidades disponíveis, sem possibilidade de novas gerações.

 

Na prática do dia a dia, o Bitcoin ou outra moeda digital seria ainda mais efetiva. O bilionário destaca a universalização da criptomoeda. Segundo Draper, um imigrante da Síria teria muitas dificuldades em gastar o dinheiro de seu próprio país na Grécia. Com o Bitcoin ou outra criptomoeda, isso seria muito mais possível de acontecer.

 

Como defesa, Tim diz que muitos governos ainda se apegam ao senso de tribalismo para representar seu poder. Por outro lado, ele destaca que a descentralização está se tornando uma tendência e o blockchain também pode ser usada para governar, mas com mais liberdade de expressão!

Read More

Bitcoin faucet e a oportunidade de ganhar Bitcoins jogando?

Para se ter um Bitcoin hoje, é preciso investir cerca de R$ 50 mil ou US$ 9,4 mil. Mas e se tivesse uma maneira mais “barata” de conseguir ter acesso à criptomoeda e, ainda mais, enquanto se diverte na frente do telefone celular. (mais…)

Read More

França consegue êxito em teste de criptomoeda própria

No final do ano passado, a China iniciou um processo muito rápido de desenvolvimento da tecnologia blockchain no país e de uma criptomoeda emitida pelo próprio Banco Central (CBDC). Por ser a segunda maior economia do mundo, claro, que isso incentivou vários outros governantes a acelerarem seus projetos de criação da moeda digital local para não permitir a hegemonia de uma única nação. (mais…)

Read More

Com crise, libaneses querem receber salário em Bitcoin

Se até países de primeiro mundo, como Alemanha e Estados Unidos, sinalizam uma recessão financeira em breve – e a população já sente os efeitos disso no dia a dia –, países menos desenvolvidos e com mais dificuldades econômicas passam ainda mais por maus-bocados. (mais…)

Read More

Número de carteiras com Ethereum dispara mais de 500%

Para os mais familiarizados com o mundo cripto, com certeza já ouviram falar no Ethereum, não é? Essa foi umas das primeiras criptomoedas criadas a partir do zero, com um blockchain próprio, desvinculado do Bitcoin – que até hoje domina o setor todo. (mais…)

Read More

Inglaterra “confisca” ouro venezuelano e abre caminho para Bitcoin

O povo venezuelano não tem uma trégua. Além de lidar com um governo, no mínimo, conturbado, ainda precisa dar conta de falta de produtos básicos de higiene, alimentos, hiperinflação monetária e, agora, a pandemia do coronavírus com seu frágil sistema de saúde. (mais…)

Read More

China pede pressa na aplicação do blockchain no país

Embora a China nem sempre tenha sido muito amigável com as criptomoedas, o presidente Xi Jinping, por várias vezes, sinalizou o interesse em fazer a digitalização da moeda local e usar a tecnologia blockchain nos serviços governamentais. Essa declaração iniciou um “fogo” para lançar os projetos que nem a pandemia do novo coronavírus foi capaz de desacelerar o ritmo. (mais…)

Read More

Menos de 1% do Bitcoin é usado por criminosos

Em seu lançamento, o Bitcoin recebeu pouquíssima atenção. Mas com o “bum” da criptomoeda em 2016, autoridades e governos ficaram com os cabelos em pé, com medo de perderem a força de suas moedas locais para a digital. Com isso, começaram ataques frequentes ao ativo, em sua grande maioria, ligando o Bitcoin a atividades ilícitas e mercado negro pela deep web. (mais…)

Read More

JP Morgan fecha parceria com exchanges de criptomoedas

Há alguns anos, pensar na participação de um grande banco no cenário cripto era bastante difícil. O preconceito era enorme contra o Bitcoin que, em muitas ocasiões, recebia críticas gratuitas. Essa perspectiva conservadora atrapalhou bastante a vida de quem precisava levar seus dólares para exchanges e comprar suas criptomoedas. (mais…)

Read More

Bitcoin melhora desempenho em atualização

Muitas ações na bolsa de valores se beneficiam quando uma empresa atualiza seu processo de produção, melhora a rede burocrática ou de serviços, entre outros avanços. Isso ocorre também com o Bitcoin. Mas diferente de mudanças em uma empresa, elas ocorrem no código da moeda digital. Com as melhorias, o preço do ativo também tende a subir.

 

Embora a criptomoeda já tivesse qualidades e funcionamentos incríveis, há sempre espaço para melhorar. E foi isso que 119 desenvolvedores fizeram nos últimos seis meses, procurando e corrigindo bugs e aprimorando a criptomoeda, finalizando a 28º atualização da moeda digital mais famosa do mundo.

 

A primeira alteração feita foi a remoção do BIP 61. Esse recurso era usado para enviar mensagens de rejeição às máquinas quando uma transação ou bloco não eram validados e apresentavam erros. Porém, para que essa ferramenta funcione corretamente, o colaborador do Bitcoin Core, Marco Falke, destaca que esse recurso só deve ser utilizado quando conectado a um minerador confiável. Com isso, o grupo decidiu por retirar a funcionalidade.

 

Outra retirada dos componentes do Bitcoin foi o OpenSSL. Basicamente, ele funciona como uma biblioteca de software de terceiros, implementada por Satoshi Nakamoto, durante a elaboração da criptomoeda. A ideia dessa ferramenta no código do ativo digital era manter todas as informações desviadas da moeda dentro de sua rede.

 

Porém, a BitMEX apontou que o OpenSSL tem sido um grande gerador de bugs e diminui o desempenho do Bitcoin. Uma parte dessas deficiências já foi resolvida em uma atualização anterior, quando a validação de assinatura – aspecto bastante importante da criptografia – foi substituída pela biblioteca secp256k1. Agora, com a remoção total do OpenSSL, a rede fica ainda mais segura e menos superfícies de ataques serão vistas na moeda digital.

 

Como já comentamos aqui em nosso Blog, o número de desenvolvedores voltados para o Bitcoin está cada vez maior, o que descentraliza o processo e leva rapidez e melhorias mais consistentes e gerais para toda a rede do ativo durante o processo de atualização.

Read More
arrow_upward
pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish pt_BRPortuguês do Brasil