Cryptal Blog - news from around the world

Bitcoin segura correção e mantém canal de negociação

Lado a lado com os mercados internacionais, a bolsa de valores brasileira apontou para ganhos nesta quinta-feira (26). O Bitcoin mostrou força para segurar a correção e continuar operando dentro do canal de preços.

Ontem, o IBOVESPA fechou estável. Hoje, o índice voltou apresentar ganhos, com subida de 1,19%. O dólar avançou, ficando cotado a R$ 4,81.

Pelo Brasil, a Petrobras decidiu por desacelerar a troca no comando da estatal, com assembleia a ser realizada daqui mais de 30 dias. Lá fora, o mercado ainda repercute o tom mais ameno da ata da última reunião do Banco Central norte-americano, que pretende manter o aumento de 50 pontos-base nos juros, mas destacou que a rigidez por ser contida, de acordo com os dados econômicos. O país registrou 210 mil pedidos de auxílio-desemprego, pouco abaixo das expectativas. Em contrapartida, o PIB do primeiro trimestre foi revisado, apontando recuo de 1,5%. Na China, houve uma nova onda de corte de projeções da economia, com a intensificação do lockdown. No Reino Unido, o ministro das Finanças anunciou uma série de medidas para combater a crise do custo de vida no país, incluindo um imposto sobre lucros das gigantes de petróleo e gás.

Já o Bitcoin mostrou força para segurar seu preço dentro do canal de negociação, mesmo com pressão corretiva. Após o fechamento do mercado europeu e abertura da sessão norte-americana, a criptomoeda de referência entrou em queda, buscando uma mínima de US$ 27,9 mil. O nível, porém, foi rapidamente comprado pelos bulls, que devolveram o ativo para níveis mais altos dos US$ 29 mil. Agora, a moeda digital é comercializada a US$ 29,4 mil. No Brasil, a média de negociação é de R$ 141 mil.

O leve aumento de volatilidade, hoje, do Bitcoin, parece apontar para o vencimento de opções e futuros mensais amanhã. Segundo os analistas da Cryptal Digital, embora a expiração esteja marcada para sexta-feira, é comum que investidores desfaçam suas posições antes do fechamento para não ficar à mercê de flutuações inesperadas no preço. Esse movimento explica, em partes, a descida relativamente rápida do Bitcoin, e sua retomada igualmente veloz. Nossa equipe ainda destaca que houve um fork, não intencional, na rede de testes do Ethereum, com duração de sete blocos. Este movimento não foi o suficiente para fazer a queda sozinha, mas pode ter contribuído momentaneamente.

Em contrapartida, nossos especialistas observam alguns dados importantes on-chain. Os detentores de longo prazo, por exemplo, estão reduzindo seu volume de vendas. As ordens nos order books, inclusive, indicam que a falta de liquidez, está permitindo que a pressão vendedora seja amplamente comparada com certa facilidade. O nível do indice de força relativa (RSI), que mede quanto um mercado está sobrecomprado ou sobrevendido, também mira uma tendência de alta desde meados de maio.

Nas métricas do dia o suporte do Bitcoin segue em US$ 25,3 mil, e a resistência em US$ 30,2 mil, segundo o indicador de Fibonacci, em um tempo gráfico de 24 horas. O RSI aponta os 39%, com o mercado mais vendido, e o MACD continua com as linhas cruzadas para cima.

Este foi o boletim Cryptal News desta quinta-feira. Veja essa e outras análises em nosso WhatsApp e nos canais de áudio oficiais. Siga a gente também nas redes sociais para acompanhar o dia a dia de nossa equipe!

Read More

Do limão à limonada : Auxílio vira Bitcoin

Com a chegada do novo coronavírus, muitas empresas tiveram que ser encerradas. Devido a impossibilidade das pessoas saírem às ruas, os comércios e restaurantes fecharam as portas e muitos trabalhadores foram dispensados. (mais…)

Read More

Argentina e as criptomoedas

As criptomoedas são parte do futuro financeiro do mundo. Com os países se interessando cada vez mais pela criação de moedas próprias, aparece também a necessidade de uma regulamentação.

De olho nisso, Ignacio Torres, um deputado argentino, planeja apresentar ao parlamento um projeto de lei para a normatização. De acordo com o site criptofácil, as informações vieram de duas fontes: Efraín Barraza e Alberto Vega.

Os dois fazem parte do universo das criptomoedas. O primeiro, Efraín, é gerente de operações da Athena Bitcoin na Argentina, já segundo, é CEO da Bithan. Vega afirma ainda que colaborou com o projeto e está procurando ajudar o país a achar uma estrutura legal para as moedas digitais.

“Se não houver regulamentação, o mercado estará sujeito a diversos tipos de golpes”, destacou Efraín Barraza, que se mostra preocupado em manter a legitimidade das transações.

Read More

Bitcoin Reader

Um dos assuntos que mais tem tomado conta do mercado financeiro e também de grandes portais é o crescimento das criptomoedas no Brasil e no mundo. Com um ano de ótimos resultados na área, aumentou também o interesse nestes ativos digitais. (mais…)

Read More

Elevador Ethereum

O Ethereum é a moeda mais popular depois do Bitcoin. Inspirada na primeira criptomoeda do mundo, ela foi projetada para permitir uma ampla gama de fundos e funções. Mas será que ela terá o mesmo sucesso e alcançará recordes como o bitcoin? (mais…)

Read More

Bitcoin vale mais do que Amazon, Coca e Disney

O bitcoin vem batendo números impressionantes neste ano de 2020. Em apenas alguns meses, a moeda digital se tornou um dos ativos mais valiosos do mundo. Frequentemente comparado ao ouro, a criptomoeda desenvolvida por Satoshi Nakamoto está próxima de um valor de mercado de US$ 300 bilhões. (mais…)

Read More

Candidatos a prefeito e vereador incluem cirptomoedas na declaração de bens

Ao se candidatar para um cargo político, os cidadãos têm, dentre os vários pré-requisitos, que fazer uma declaração de bens. Nela, estarão informações sobre o patrimônio, como imóveis, carros e até criptomoedas. Isso mesmo, até os criptoativos! (mais…)

Read More

Valorização do bitcoin

O mercado de ações tem trabalhado como uma montanha-russa nos últimos meses. Entre altos e baixos, a valorização de diversos ativos não foi como o esperado.
Surfando na onda da desestabilidade deste ramo, as criptomoedas começaram a ganhar ainda mais conhecimento e ficaram inegáveis suas diversas vantagens. Prova desse sucesso é o balanço inédito realizado pela BluBenx.

A fintech, que é especializada no mercado de criptomoedas e security tokens, demonstrou que o bitcoin teve valorização de cerca de 186%,  entre janeiro e junho de 2020. Ainda de acordo com a empresa, no mesmo período, o índice de valorização do Ibovespa apresentou variação de 71,35%.

Em tempos em que o mercado se encontra desestabilizado, os investidores começam a procurar por alternativas mais seguras na hora de aplicar seu dinheiro. Em quase 12 anos de existência, o ano de 2020 pode ter sido um dos mais importantes para a consagração das moedas digitais.

Read More

Investidor que comprou Bitcoin em 2011 vê ativo valorizar mais de 350.000%

Quando foi lançado em 2009, o Bitcoin era considerado uma moeda “sem valor”. O primeiro registro mais alto aconteceu em 2010, quando cada ativo digital passou a valer US$0,39. Já em 2011, seu preço variava entre US$1 e US$3. Se nessa época você tivesse a oportunidade de investir todo seu dinheiro na criptomoeda, você o faria? Com o conhecimento que tem hoje, a resposta provavelmente seria sim, mas muita gente perdeu a chance. (mais…)

Read More
arrow_upward
pt_BRPortuguês do Brasil